Home

A maior autoridade de uma cidade é o Povo...

Publicado por Reinaldo Araújo em 09/08/2018 às 15h49

Uma história de luta ao lado do Povo...

MACAR1

 

O Povo fala com Macarrão

A vontade do Povo é a vontade de Deus, já dizia a sabedoria popular, mas não é só crença, o Povo quer também participar e fazer parte do debate e ver melhoras na sua vida, e esse processo eleitoral de 2018, onde você vai eleger deputados, senadores, governador e presidente, você precisa saber quem são os candidatos e saber o que eles fizeram por você.

Nesse sentido, queremos dividir com vocês algumas informações para você saber porque o prefeito Macarrão tem a confiança do Povo e faz questão de fazer muito mais além de suas obrigações como gestor.

Quem é Macarrão?

Paulo Liberte Jasper, Macarrão, nasceu em 18/05/1952, em Marechal Hermes-RJ. Veio para Tailândia em 1989, vindo de Dom Eliseu para ser empresário do ramo da madeira. Aqui constituiu família, fez moradia na cidade e se tornou político, elegendo-se prefeito em 2000, pelo PDT, com 6.487 votos, com o lema “Mudança já!”, reelegendo-se em 2004, com 14.373.

MACAR2

Dados: TSE

Em 2016, foi novamente candidato a prefeito de Tailândia, pelo DEM, sendo eleito com 15.116 votos, mais de 5 mil votos de diferença do segundo colocado, num processo eleitoral disputado, onde houve intervenção política do judiciário na política local.

Seis anos antes, em 2010, Paulo Jasper foi eleito deputado estadual, pelo PMDB, com 28.120, onde somente em Tailândia obteve mais de 14 mil votos, desistindo de ser candidato a reeleição em 2014 para acompanhar de perto o processo político que se iniciava em Tailândia, devido a vários apelos para que voltasse a política municipal, pois, Macarrão, muito antes de ser político, sempre ajudou o povo mais sofrido, de todas as formas.

Macarrão no primeiro e segundo mandatos (2000-2004/2005-2008), em tempo já tinha feito uma verdadeira revolução na cidade, com o seu projeto de reconstrução do município com ações desenvolvidas com o objetivo de diminuir a pobreza, com forte atuação na saúde, na educação, apoiando prioritariamente o pequeno produtor rural.

Vamos construir o que não foi construído, reconstruir o que foi destruído e implantar o que nunca foi implantado...

Porém, depois que deixou a prefeitura em 2008, o Povo teve que viver a “Idade das Travas”, em 8 anos e duas gestões desastrosas foram suficientes para destruir todas as conquistas do Povo e hoje, em 2018, podemos perceber que a cidade foi realmente reconstruída.

MACAR4

Macarrão respeita o Povo

A saúde está de cara nova, a UTI aérea e a Carreta da Saúde fazem a diferença; infraestrutura, asfalto e iluminação pública sendo retomadas, melhoramento das vicinais e pontes; escolas sendo revitalizadas; projetos de cultura e aprendizado no Centro Integrado e na Biblioteca Municipal em andamento, Escola de Música, de Dança e Esporte é Vida a todo o vapor; a ação social, o restaurante popular, a distribuição do leite, os CRAS trabalhando para valorizar o povo carente; Laticínio, o Carro do Arrego e o apoio ao pequeno produtor são ações que vem destacando a Prefeitura de Tailândia no avanço ao desenvolvimento.

Tudo isso sem falar de todo o esforço do prefeito Macarrão em afirmar políticas de geração de emprego e renda, como a Fábrica de Confecções, sem falar do apoio ao pequeno produtor rural no escoamento de sua produção

Macarrão na Assembléia Legislativa

MACAR6

Em 2010, Macarrão foi eleito deputado estadual pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e apareceu na urna como Macarrão fazendo uso do número 15007. O resultado obtido na eleição foi que o candidato Paulo Jasper teve votação em 105 municípios dos 144 do Estado do Pará, obtendo 28.120 votos.   

Durante seu mandato, articulou, de 2011 a 2014, Emendas Parlamentares para várias atividades em Tailândia no valor de R$ 4.390.000,00. Porém nem todas foram aproveitadas, como por exemplo de recursos para aquisição (pela Prefeitura de Tailândia) de um tomógrafo no valor de R$ 1.000.000,00, que foi até devolvido, isso em 2014.

MACAR3

Fonte: ALEPA

Ao contrário dos recursos para a construção do Centro Social da Paróquia de São Francisco de Assis (R$ 50.000,00 e R$ 880.000,00), num total de R$ 930.000,00 que agora é visto por todos como o Centro de Formação Cristã e Social da Igreja Matriz.

MACAR5

São muitas ações desenvolvidas por Macarrão ao longo desses 18 anos de vida política no município. Vida política essa que o deixa com trânsito e cacife frente as principais referência políticas do Estado do Pará e do Brasil.

Macarrão não é um político, Macarrão é um amigo que deixa o Povo em Boas Mãos...

Macarrão é o Povo!

Comentários (0)

Roberto Marinho: um fantasma da história

Publicado por Reinaldo Araújo em 09/08/2018 às 09h50

Como um dos arquitetos do Golpe Militar de 64, Roberto Marinho não teve tempo de ser julgado pela História, faleceu em 06 de agosto de 2003

Blog1

Marinho e João Figueiredo 4º e último presidente militar

Aos 20 anos, Marinho começou carreira profissional como repórter e secretário particular de Irineu Marinho, seu pai, no O Globo. Porém, em 21 de agosto de 1925, pouco tempo depois do lançamento do jornal, Irineu morreu vítima de um ataque cardíaco.

O Globo, em 1930, apoiou a Revolução de 30, que nada mais foi que um golpe na Política de Café com Leite, do revezamento do governo central entre paulistas e mineiros.

Blog2

Roberto Marinho e Getúlio Vargas

De fato a Globo e Roberto Marinho só vieram a ter destaque na política nacional com o Golpe de 64, onde Roberto Marinho teve uma participação em todos os governo militares. De início de Castelo Branco que veio a morrer em misterioso acidente aéreo em 18 de julho de 1967.

Blog3

Castelo Branco e Roberto Marinho

Marinho deu sempre apoio condicional e irrestrito aos descaso feitos pela Ditadura Militar. Seu silêncio contra as atrocidades durante o governo Medici e Geisel matou Vladimir Herzog e os jovens guerrilheiros do Araguaia e, ainda, considerou sumido dezenas de brasileiro. E tudo isso para manter e ampliar seu império das comunicações.

Era um vulto silencioso por traz de Garrastazu Medici e Ernesto Geisel. Em imagem publicada recentemente nas redes sócias mostram o Dr. Roberto Marinho em almoço antes da indicação do cel. João Batista Figueiredo a sucessão presidencial de Geisel.

Blog4

João Figueiredo foi o quarto e último presidente da Ditadura Militar, foi em seu governo que deu início ao processo de abertura democrática, lenta e gradual.

Comentários (0)

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||