Ações do Poder Público tem reduzido à violência em Tailândia

Publicado por Reinaldo Araújo em 08/08/2019 às 08h11

Dados do Atlas da Violência divulgados pelo G1, em 07/08, mostram que entre os crimes cometidos na cidade de Tailândia, o homicídio é a principal causa de mortes não naturais e violentas, seguido de acidentes com algum tipo de meio de transporte, como carros ou motos

ATLAS

Foto: Reprodução

Nesse levantamento, Tailândia volta a aparecer sendo o nono município mais violento do Pará. A cidade já foi considerada, em outras situações, o 1° em crimes violentos e o 25° de mortes de mulheres.

Porém, se deve considerar a conjuntura desses números e entender o que está acontecendo, afinal foram 63,4 homicídios para 100 mil habitantes, de acordo com o Atlas da Violência.

O levantamento do Atlas leva em consideração o ano de 2017

A questão é que os dados destacados pelo Atlas leva em consideração o ano de 2017, sem atualização, o que abre uma distorção de 1 anos e meio sobre a realidade da violência em Tailândia, pois em relação às mortes não naturais no município, as de imprudência no trânsito já ultrapassam os homicídios.

Porém, de forma alguma se pretende negar que a violência ocupe um lugar de destaque nos óbitos na cidade, mas as ações dos agentes de segurança na região já vem equilibrando essas taxas. Quem já foi 1° em crimes violentos e o 25° de mortes de mulheres, voltar às velhas estatísticas não é o desejo da cidade.

Por outro lado, é importante ressaltar as mudanças ocorridas no policiamento na cidade desde o final de 2017 e início de 2018, tanto no combate ao tráfico de drogas ou ações de respostas rápidas em assaltos e furtos, em parceria com a prefeitura municipal.

Tailândia comemorou 29 dias sem homicídios

Desde 2018, a Polícia Civil passou a atuar com dois delegados de plantões alternados, houve aumento no efetivo policial, tanto que passou a atender pequenas ocorrências no Distrito de Palmares.

A Polícia Militar também teve aumento do efetivo, assim como na frota de viatura, além de aumentar a presença nas ruas através de rondas mais intensas.

De acordo com as policias Civil e Militar o município não registrou uma ocorrência de homicídio durante 29 dias, de 16/08 a 15/09 de 2018. Este foi o maior período sem crimes dessa natureza em Tailândia, nos últimos 5 anos. O resultado foi comemorado pelas autoridades de segurança da cidade, embora ressaltem que o trabalho deva continuar intensamente.

Abaixo, as 10 cidades do Pará mais violentas, de acordo com o Atlas da Violência em 2019.

1º) Altamira – 133,7;

2º) Marituba – 100;

3º) Marabá – 89;

4º) Ananindeua – 88;

5º) Castanhal – 78;

6º) Belém – 74,3,

7º) Parauapebas – 66,8;

8º) Paragominas – 64,1;

9º) Tailândia – 63,4;

10º) Abaetetuba – 62,4

Fonte: Mapa da Violência 2019.

 

ASSISTA DA MATÉRIA DO G1

http://g1.globo.com/pa/para/videos/v/doze-cidades-do-para-possuem-taxa-de-homicidios-acima-da-media-nacional/7826411/?fbclid=IwAR10EByyCqvBUpG4y5quugXYFoL0HaRksqWvKt3507AmZ_4YGnWxNtwvUhk

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||