Afinal, cadê a polícia...?

Publicado por Reinaldo Araujo em 12/04/2017 às 08h06

Desculpe-me as autoridades de segurança do município, mas tá na hora de trabalhar...

 

AR1

Onda de violência em Tailândia cresce...Agora é nas praças, nas ruas, nas escolas, em todo canto.

A segurança pública implica que os cidadãos de uma mesma região possam conviver em harmonia, onde cada um respeita os direitos individuais do outro. A Segurança Pública, dever de todos e obrigação do Estado federado, é o que nos permite o usufruir de direitos e o cumprir com os deveres, constituindo sua alteração ilegítima uma violação de direitos, acompanhada ou não de violência, que produz efeitos psicológicos e sociais danosos para a sociedade como um todo

Neste sentido, a segurança pública é um serviço que deve ser universal, que possa abranger todas as pessoas, para proteger a integridade física dos cidadãos e dos seus bens.

Pois é, caro cidadão de Tailândia queria saber se é isso que temos no município hoje? Temos segurança pública?

Para se ter uma ideia nos últimos quatro anos já passaram quatro comandantes da Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) em Tailândia, a saber: Major Robson, Major Marcos, Major Miranda, e agora por último o Major Franco. Essas mudanças representam total instabilidade da segurança no município, haja vista que cada major traz a sua equipe, a sua experiência e planos de ação. Mas mesmo assim, a polícia militar ainda incorre em distanciamento da comunidade e dos cidadãos, não se faz presente e quando se faz presente, representa medo.

AR2

Isso é complicado, pois é a polícia militar que é a responsável pelo policiamento ostensivo e está mais próximo da população, pois geralmente é a que chega mais rápido no local do crime.

Quanto a polícia civil, qual seria o seu papel? Pois bem, a Polícia Civil é aquela que atua depois que um crime ocorre, buscando esclarecer o que aconteceu. Em seu trabalho cotidiano, a polícia civil registra as ocorrências, coletando as primeiras informações por meio do Boletim de Ocorrência (BO) e, em seguida, passa a elaborar o Inquérito Policial (IP).

Nesse caso, a polícia civil está cumprindo com o seu papel: “...atua depois que um crime ocorre...”.

Na última semana, mais uma vez o cidadão comum desarmado e seus familiares passaram terror nas praças da cidade com verdadeiros “arrastões”. E a polícia civil que deveria estar trabalhado com Inteligência para se antecipar aos assaltos e arrastões na cidade, estava perseguindo trabalhador no meio do mato.

Não queremos dizer que a ação contra os crimes ambientais não têm que ocorrer, mas isso é responsabilidade da polícia civil?

O que queremos dizer sim é que se deve dar suporte ao já abalado sistema de segurança da cidade, seja na Zona Urbana e Rural, são mais de 4 mil Km² de região, onde se sabe que o problema central é o narcotráfico, o desmanche de motos e ninguém faz nada...

Olha só: se um pai de família se armar para proteger seu patrimônio e sua família é imediatamente preso e punido, enquanto o meliante está a solta rindo da cara das polícias do município.

É hora da Polícia Militar mostrar a sua cara nas ruas, a polícia civil investigar e a Justiça prender.

Poxa vida! Se vivêssemos há 30 anos atrás onde não existia tecnologia, poderia haver justificativas para tanto transtornos e inoperância. É na praça, é nas ruas, é nas escolas. Hoje o pai de família tem medo de sair de sua casa, preso por dentro com grades e se sair, corre o risco de só encontrar o lugar da casa...

AR4

Tailândia não precisa de “xerife midiático”, nem Conselho de Segurança politiqueiro. Tailândia precisa de uma polícia que faça o cidadão se sentir seguro e não com medo dela; Tailândia precisa de um Plano de Ação de Segurança Pública que não mude a cada mudança de major ou gestor público.

Desculpe-me as autoridade de segurança do município, mas tá na hora de trabalhar...


Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||