Escola Guaraci Mendes

Publicado por Reinaldo Araujo em 04/01/2016 às 15h03

FECHANDO AS PORTAS! OU NÃO?

Guaraci

A escola de ensino fundamental Guaraci Mendes parece estar com os dias contatos. Criada em 2008, na gestão do então prefeito Gilbertinho, nasceu já em meio a controvérsias devido ao alto valor do aluguel (mais de 12 mil reais por mês). Mesmo assim, a escola vingou.

                Para quem não sabe: o prédio onde funciona a Escola Guaraci Mendes era antes a Escola Celta, uma escola de Ensino Particular, que depois da Operação Arco de Fogo fechou as portas.       

Após todo esse tempo, a escola que leva o nome de uma personalidade política e empresarial do município, Guaraci Mendes se tornou uma escola referência no Ensino Fundamental dos Anos Finais (5ª a 9ª séries). Hoje ela comporta mais 855 alunos, um corpo docente de qualidade, técnicos e pessoal de apoio (vigias, serventes, merendeiras) comprometidos.

Ginásio da Escola Guaraci Mendes

Além da qualidade de ensino, a escola possui uma ampla área de esportes que, ora ou outra, é transformada em espaço cultural e de Feiras de Ciências, fortalecendo o seu papel de Escola de Referência no município. Porém, uma escola não se faz apenas de espaço físico. Tem que ter conteúdo.

                Nascida em polêmicas, mais uma vez escola entra nas “conversas” dos politiqueiros. É sabido que o atual prefeito da “saúde” já consome um bom período de pagamento do aluguel da Escola atrasado (são R$ 20 mil reais por mês), atraso que data do período do então prefeito Valdinei Palhares, quando passou pela PMT, que se estendeu até o atual administrador, com um débito bastante alto para os cofres públicos.

                Também, se os gestores municipais lessem o que aprovam na Câmara dos Vereadores, saberiam que a construção do prédio definitivo da Escola Guaraci Mendes consta no Plano Decenal da Educação Municipal (PDE). Mas, infelizmente os gestores do município somente leem o que lhes interessa e a Educação não está neste glossário.

                Sabe-se que as partes estão em negociação, mas na verdade qual será o destino dos alunos, e se ficarem, quanto será desembolsado pela PMT? Se não ficarem, a SEMED promete remanejá-los para as escolas Socorro Ricarte, Manoel de Araújo e Gabriel Lage, mas onde fica a qualidade do ensino e a continuidade de todo o projeto pedagógico da escola?

                Sabe-se, ainda, que se nossos gestores fossem sérios já estariam há muito tempo se antecipando para o óbvio: a necessidade da construção de um espaço próprio da Escola Guaraci Mendes, que onde quer que seja construída, continuará sendo a Escola Guaraci Mendes.

LEIA MAIS SOBRE EDUCAÇÃO:

SOBRE A LDB:

CLICK: http://educarparacrescer.abril.com.br/politica-publica/lei-diretrizes-bases-349321.shtml

 

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||