Governador Helder pode eleger o novo prefeito de Belém

Publicado por Reinaldo Araújo em 19/04/2019 às 16h31

Mais uma vez o nosso amigo e jornalista Henrique Branco nos brinda com mais um material riquíssimo para que possamos nos debruçar em projeções políticas para as eleições municipais que se aproximam em 2020

ED

Os números apresentados na última pesquisa do Instituto Veritate de Opinião e Mercado e divulgada no Blog do Branco (www.blogdobranco.com), nesta sexta-feira, 19/04, nos dá alguns elementos para criar cenários sobre as eleições municipais e o filé mignon no Pará é a prefeitura da capital, com um orçamento em torno de R$ 3,8 bilhões, é a menina dos olhos das lideranças políticas do Estado.

Edmilson disputaria a eleição de segundo turno com candidato de Helder

Para provocar mesmo, vamos apontar alguns comentários sobre os números da pesquisa do Veritate:

Com relação à pergunta estimulada do instituto, “Se a eleição para Prefeito fosse hoje e estivessem concorrendo estes candidatos… Em quem você votaria?”

Os três nomes mais lembrados foram o do ex-prefeito de Belém e deputado federal Edmilson Rodrigues (Psol), com 26,5%, seguido de longe do delegado e deputado federal Éder Mauro (PSL), com 14,7%, e Ursula Vidal (sem partido), atual secretária de Cultura do governo do Estado, com 10,8% da preferência dos entrevistados.

As chances de Helder bancar um nome para eleger prefeito de Belém é de 51%

Se a eleição de 1º Turno em Belém fosse hoje, Edmilson Rodrigues disputaria a prefeitura de Belém com um candidato apoiado pelo governador Helder. Se somarmos os números dessa simulação de Éder Mauro e Ursula Vidal, teríamos o total de 25,5%. De início de conversa teríamos empate técnico, se um dos dois candidatos passassem para o segundo turno em Belém.

Com rejeição de Bolsonaro em alta na capital, Éder Mauro teria dificuldades de chegar entre os três no primeiro turno

ED2

Desses três nomes, dois fazem parte do arco de aliados do governador Helder Barbalho (MDB), sendo que duas situações podem deixar o delegado Éder Mauro na geladeira. A primeira é que a rejeição ao seu nome é alta.

No quesito rejeição a Prefeitura de Belém, perguntou-se: qual desses… Você mais rejeita para prefeito, não votaria de jeito nenhum? 

A resposta sem dó, nem piedade foi que 33,8% não votariam de jeito nenhum em Simão Jatene, ou nome que poderia apoiar; 13,8% rejeitam o delegado Éder Mauro; Edmilson Rodrigues tem uma rejeição baixa, de 11,8%; e a menor ainda é a de Úrsula Vidal, com 2,2%.

A segunda situação que deixa Éder Mauro no congelador é a avaliação do governo Jair Bolsonaro. Para 73,2% dos belenenses, Bolsonaro é ruim e péssimo, e somente 9% avaliam positivamente o presidente da república.

Números favorecem a vontade de Helder de eleger o prefeito da capital

ED3

O diferencial dessa pesquisa do Instituto Veritate foram os dados sobre avaliação do governo Helder Barbalho em Belém, município em que o eleitorado sempre teve resistência ao nome dos Barbalhos. Para 40,2%, o governo Helder é ótimo e bom, 15% acham ruim ou péssimo, e 40% acham um governo regular.

De acordo com a pesquisa do Instituto Veritate, que entrevistou 600 pessoas, entre 6 e 9 de abril de 2019, se as eleições de 1º Turno em Belém fossem hoje o governador teria grandes possibilidades de levar o seu candidato para 2º Turno e talvez eleger o prefeito de Belém.

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||