“O desenvolvimento de Tailândia nasce da Terra”, diz Macarrão

Publicado por Reinaldo Araujo em 20/01/2018 às 14h42

A nova fase da gestão de Macarrão é de geração de desenvolvimento e rendaMAN4

Macarrão em audiência com o governador

Após uma semana movimentada em Belém, na qual o prefeito Paulo Liberte Jasper Macarrão participou na capital de uma audiência com o governador do Estado, Simão Jatene, novidades serão motivos de comemoração pelos moradores de Tailândia.

Macarrão foi acompanhado nessa audiência com a vice-prefeita, Regina Góes, e pelo Secretário Municipal de Governo, Gil Varela. Nesse primeiro contato oficial depois da eleição municipal, Jatene ouviu do prefeito as críticas e demandas necessárias à Tailândia. Constaram na pauta da audiência questões relacionadas à saúde, educação e desenvolvimento do município.

Sobre a Saúde, o governador do Estado elogiou o prefeito de Tailândia pela ousadia de trazer para si os problemas da saúde, “Macarrão está tocando obras com recursos próprios do município na abertura de unidade de saúde, na reforma total do Ambulatório Especializado e a implantação do Helicóptero UTI. No momento de crise que passamos, isso é muito bom para Tailândia”, frisou Simão Jatene.

Para Macarrão, dando direção à audiência, “a questão central é o Povo e a nossa preocupação é com a geração de emprego no município”, destacou Macarrão, segundo a assessoria de imprensa do Palácio dos Despachos para esse blogueiro que a vós escreveis.

Sobre a geração de renda, o governador do Estado se comprometeu, juntamente com a secretária de Municípios Sustentáveis, Drª Isabela Jatene, a desenvolver as ações necessárias para a ampliação da Fábrica de Confecções.

Desenvolver a economia e gerar renda

MAN1

Sobre o desenvolvimento, “...é necessário que sejamos ousados e acho que o desenvolvimento da produção do pequeno deve ser uma questão de honra para o município e o governo do Estado deve apoiar isso”, cobrou o prefeito.

Macarrão já está com a sua equipe trabalhando para a construção de um projeto para implantação de uma Fábrica de Amido em Tailândia. “Os números da produção do amido no mercado do Agronegócio somou ano passado 11 bilhões de reais, e uma região em que a mandioca nasce em qualquer lugar, vamos incentivar aquilo que vai trazer desenvolvimento e geração de emprego e renda para o nosso povo”, afirmou Macarrão.

Sobre a mandioca e o desenvolvimento, buscamos via Internet a opinião da pesquisadora Elba Punski, mestre em Agronegócio e professora em Geografia pela Universidade do Estado da Bahia, para ela “a inserção da raiz de mandioca para produção de amido nos complexos agroindustriais brasileiros surge como um meio para ampliação do mercado consumidor pelo agronegócio e como alternativa ao amido de milho”.  

MAD3

Ainda de acordo com a pesquisa da professora, “a mandioca também vem sendo utilizada como matéria prima em outros setores, tais como o de papeis, com a fabricação de papel e papelão com amido da mandioca e na fabricação de combustíveis limpos. Sob o ponto de vista social, possibilita a permanência do pequeno agricultor no campo e sua participação em todo o sistema, do cultivo ao processamento, gerando ocupação e renda”, conclui a professora.

“E nesse sentido, o trabalho não pode parar. Vamos atrás dos recursos, pois acredito que o desenvolvimento de Tailândia nasce da terra, então vamos trabalhar minha gente para avançar Tailândia”, convoca o prefeito Macarrão.

 

 

 

Comentários

Geovanira em 21/01/2018 21:53:17
Parabéns por fazer a diferença

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||