“Manterei o mais alto respeito pela vida humana...” Hipócrites

Publicado por Reinaldo Araujo em 10/03/2017 às 15h08

O importante é a luta pela vida!

 

A

 

O que é o Juramento de Hipócrites?

O Juramento de Hipócrates é um juramento solene efetuado pelos médicos, tradicionalmente por ocasião de sua formatura, no qual juram praticar a medicina honestamente.

Na Declaração de Genebra da Associação Médica Mundial, de 1948, está o juramento mais antigo que tem sido utilizado em vários países na solenidade de recepção aos novos médicos inscritos na respectiva Ordem ou Conselho de Medicina.

Nesse juramento grifamos as passagens que nos interessam nesse artigo:

“Eu, solenemente, juro consagrar minha vida a serviço da Humanidade (...) Praticarei a minha profissão com consciência e dignidade. A saúde dos meus pacientes será a minha primeira preocupação...”. 

Bom, o que queremos dizer com esse texto é que apesar de termos profissionais de saúde qualificados e que seguem o juramento de Hipócrates, ainda percebemos que alguns profissionais agem de forma pouco ética no interesse à vida. Esses profissionais que são a minoria, preferem negligenciar a vida de pacientes, para não se responsabilizarem pela “morte”.

a1

Avião do GRAESP

Os profissionais de saúde devem lutar com todo o seu conhecimento para garantir a vida do outros, levando a própria desobediência à manuais ultrapassados e hipócritas, quando se referem à vida humana.

Queremos aqui registrar uma verdadeira luta contra o tempo. Uma situação inusitada que testemunhamos hoje na pista de pouso que fica na casa do prefeito Macarrão, que teve que ir ao extremo com o piloto da aeronave GRAESP/SEGUP, que se recusou a levar uma paciente (vamos omitir o nome em respeito da família) do HGT para outra Unidade de Saúde fora do município, com autorização da família, como, talvez, a única forma de lhe garantir a vida...

Vejam bem: a ambulância do SAMU chegou com a paciente no tempo certo e iria começar a transferência da senhora para aeronave quando o oficial de aviação se negou a atender a paciente. Essa celeuma durou quase 40 minutos, o mesmo tempo de voo até o município destino.

O oficial da aeronave do governo, inclusive, até disse “que nem o governador Jatene mandaria ele decolar com aquela paciente”, nesse instante, foi preciso o prefeito Macarrão reagir de forma dura para que a ação salva vidas fosse de fato consagrada, com apoio dos socorristas de SAMU, finalmente conseguiu fazer com que a senhora embarcasse no avião.

Felizmente é preciso que pessoas com humanidade e respeito à vida como o prefeito Macarrão existam. Às vezes regras e manuais devem ser remediados para que vença a coerência à vida humana. Já pensou a frustração da família se o socorro não acontecesse?

Não foram poucos os que já morreram em Tailândia pela negligência, desrespeito e descaso à saúde. Como vimos, não foi a primeira vez, mas vamos lutar para que comece a findar esse martírio.

Viva a vida!!!

 

 

 

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||