Márcio Pontes, cientista político, fala sobre ações de governo

Publicado por Reinaldo Araújo em 09/11/2018 às 08h55

O professor Márcio Pontes esteve no programa “Linha de Tiro”, do jornalista Carlos Mendes onde falou sobre retórica de eleitos, escolha e votos: desafio da governabilidade, onde houve o debate sobre as primeiras medidas dos governos Estadual e Federal.

HELDER

Márcio Pontes destacou que, no hall de prioridades, a segurança pública não é uma questão apenas de apoio de tropas federais, “deve haver uma ação conjugada entre as secretarias para apontar respostas para o grave problema, que é uma panela de pressão que já estourou em alguns a pontos da cidade”, afirma Pontes.

Hélder terá R$ 1 bilhão a mais no orçamento do Estado

O Pará deve contar com R$1 bilhão a mais no orçamento de 2019, totalizando R$ 25,5 bilhões. A proposta deve ser votada até 20 de dezembro na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa).

O governador eleito Helder Barbalho (MDB) disse ainda que irá priorizar, entre outras áreas, a segurança pública no Estado, em entrevista à TV Liberal, falou das prioridades para 2018 durante uma cerimônia em Belém.

Segurança Pública

"Nós já iniciamos o diálogo com a comissão de orçamento da Alepa e com os parlamentares no sentido de buscar adequar o orçamento para que esteja em consonância com a agenda que apresentamos à sociedade, permitindo que o novo governo esteja com liberdade para trabalhar nas ações nos comprometemos", afirmou Helder.

Hélder falou sobre a questão da insegurança, "nós estamos priorizando iniciativas e ações que possam garantir rapidamente o enfrentamento, porém compreendendo que é necessário a parceria do governo federal através do envio da Força Nacional, como também a aquisição de equipamentos e concursos públicos para ampliação do efetivo das polícias militar e civil, Corpo de Bombeiros, além da parceria com os o municípios para o fortalecimento das guardas municipais", disse.

Helder também falou que tem conversado com ministros em Brasília, no Distrito Federal, para garantir recursos e afirmou que está otimista.

"Já estive com o ministro de Educação, tratando das escolas de tempo integral e da ampliação de creches. Também com o ministro da Saúde pedindo apoio para ampliação e conclusão da rede hospitalar. Discuti com o ministro de Transportes sobre obras de estradas como a Transamazônica e a duplicação da BR-316, a partir de Castanhal até o trevo de Salinas; a hidrovia do Tocantins que depende de obras de derrocamento do Pedral do Lorenço; a ponte sobre o rio Araguaia"

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||