Mário Couto, as curiosidades eleitorais e suas surpresas

Publicado por Reinaldo Araújo em 18/08/2018 às 10h41

Cada eleição tem seu universo, suas surpresas e curiosidades, por exemplo: em 2006, Mário Couto que foi candidato ao senado teve mais votos que Almir Gabriel, então candidato ao governo

Couto

Cada eleição tem a sua própria característica, dinâmica e se alimenta do momento temporal da sua conjuntura política, social e econômica. Dados das eleições gerais de 2006 que estávamos pesquisando aleatoriamente vieram à tona e pode ajudar a entender o momento político que vivemos no Pará em 2018.

Vejam só: as eleições de 2006 aconteceram em meio a uma nítida reorganização das forças políticas do país. Nas eleições gerais anteriores, após três tentativas consecutivas, o Partido dos Trabalhadores (PT), representado pelo seu candidato Luiz Inácio Lula da Silva  chegava pela primeira vez à Presidência da República, em meio a um temor generalizado por parte do mercado financeiro internacional com relação a riscos de desestabilização econômica e descumprimento de contratos.

Governo do Estado 1º Turno - 2006

PARTIDO

CANDIDATO

VOTOS

PSDB

Almir Gabriel

1.370.272

PT

Ana Júlia Carepa

1.173.079

Fonte: TSE

Por outro lado, com a estabilização da economia, o esgotamento e desgaste político do PSDB frente a sua política privatista e elitista e a mudança radical do petista, transformando-o no “Lula Paz e Amor”, as condições necessárias para eleição de Lula estavam colocadas.

Esse cenário também se refletiu nas disputas nos Estados. No Pará, a polarização se repedia entre o PT, de Ana Júlia Carepa, e o PSDB, de Almir Gabriel.

Almir Gabriel vence no 1º turno com 1.370.272, contra 1.173.079 votos da petista que vai para o 2º turno das eleições de 2006.

Governo do Estado 2º Turno - 2006

PARTIDO

CANDIDATO

VOTOS

PT

Ana Júlia Carepa

1.673.648

PSDB

Almir Gabriel

1.373.474

Fonte: TSE

No 2º turno, após amplos acordos, inclusive com apoio do PMDB, que teve 438.071 votos, graças ao desempenho de Priante, então candidato do partido,  Ana Júlia Carepa se elege governadora do Estado do Pará com 1.673.648, derrotando o PSDB, que teve 1.370.272.

2006: Fator Mário Couto

O que foi surpreendente nessas eleições no Pará foi que na disputa para o senado, que era apenas uma vaga, Mário Couto (PSDB) foi eleito com 1.456.587, ou seja, Couto teve mais votos que o próprio Almir Gabriel (1.370.272), que foi candidato ao governo do Estado.

Senado Federal - 2006

PARTIDO

CANDIDATO

VOTOS

PSDB

Mário Couto

1.456.587

PT

Mário Cardoso

880.687

PMDB

Luiz Otávio

449.447

PCB

Neide Solimões

21.698

Fonte: TSE

Atualmente, Mário Couto, filiado no Partido Progressista (PP), entrou em rota de colisão com o também candidato ao senado Jader Barbalho e seu filho Hélder, que é candidato ao governo do Estado.

Segundo pesquisa que circula nas redes sociais, não registrada, Mário Couto estaria como segundo em preferência de votos, atrás de Jader e vinha crescendo com o discurso de combater a corrupção. Esse seria o real motivo para que Hélder e Jader descartassem Mário Couto do palanque emedebista e não outra coisa.

Como eu disse: cada eleição tem seu universo, sua própria característica, surpresas não são comuns, mas acontecem.    

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||