Matrículas começam dia 10 de janeiro em Tailândia

Publicado por Reinaldo Araujo em 08/01/2017 às 15h26

Inicio das aulas estão previstas para o dia 30 de janeiro

SOCORRO 1

Será a partir do dia 10 de janeiro a matrícula dos alunos novatos na Rede Municipal de Ensino de Tailândia. Escolas na Zona Rural e Urbana que oferecem as séries iniciais, como Edvar Frota, José Alfredo, Bartolomeu, Maria do Carmo, Dom Guido, Santa Clara, Mary Cezarina e Madre Paulina, estão prontas para efetivar a matrícula.

É necessário para a matrícula dos alunos novos:

- Uma pasta de elástico contendo o Registro de Nascimento da criança;

- Comprovante de Residência e documentos dos pais ou responsáveis legal;

- Cartão do SUS e de Vacinação, Cartão do Bolsa Família (quando tiver);

- 2 Foto 3x4.

Esses documentos devem ser cópia dos originais e levados na escola mais próxima da residência das crianças.

PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA (PNAIC)

O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) é um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos Estados e Municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas em Português e Matemática até os oito anos de idade, no final do 3º ano do Ensino Fundamental.

Segundo o MEC, 15,2% das crianças brasileiras chegam aos oito anos sem estarem alfabetizadas. A alfabetização tardia pode atrapalhar a aprendizagem do aluno e, visando mudar essa situação, o Ministério da Educação lançou o PNAIC.

De acordo com as Resoluções CNE/CBE N. 01 de 04/01/2010, todas as escolas brasileiras foram obrigadas a oferecer o ensino fundamental com 9 anos de duração. Na prática, a ampliação ocorreu para trás, pois o ano a mais foi antecipado, antes, a obrigatoriedade de ensino começava aos 7 anos, com a matrícula na primeira série; agora, toda criança com 6 anos deve frequentar a escola.

Talvez, a importância desse novo modelo de Ensino Fundamental esteja na antecipação da criança a conteúdos mais concretos, com relação a proximidade de diversas expressões do seu dia a dia, como os números e as relações sociais comunicativas, além de que o instrumento da ludicidade possa ser um objeto de novidade ao ensino do 1º ano muitas vezes monótono, chato mesmo, e cansativo para a criança e para o professor

De qualquer forma é uma nova experiência para os professores, que de forma oportuna vem valorizar o seu trabalho, tão importante, mas não respeitado pelos gestores municipais.

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||