Nilma Lima é eleita prefeita do Moju com 94,49% dos votos

Publicado por Reinaldo Araújo em 25/06/2018 às 09h13

Com uma campanha alegre, que atraiu o interesse da juventude e das mulheres, Nilma Lima é a nova prefeita eleita do Moju

Nilma1

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) realizou, ontem, a eleição suplementar em Moju, localizado no nordeste do Estado.

Maria Nilma Silva de Lima e o vice Rubens Teixeira foram eleitos com 19.511 votos, o que corresponde a 94,49% dos votos válidos. Os novos administradores foram eleitos pela coligação “Juntos Por um Moju Melhor”, do partido MBD. 

Dos mais de 50 mil eleitores de Moju, 39.560 (78,03%) compareceram as eleições suplementares ontem e 11.141 (21,97%) se abstiveram. Do total de votos registrados, 18.574 (46,95%) foram votos nulos e outros 337 (0,85%) votos em branco. 

A candidata eleita, Maria Nilma (MDB), contou com 19.511 (94,49%) dos votos válidos. O candidato Nazareno de Souza Santos(PT) obteve 1.138 (5,51%) dos votos. 

Os votos computados para os candidatos Edson e Jamilson, do PSDB, são considerados inválidos. Em sessão plenária extraordinária, realizada no sábado passado, a Corte julgou Recurso Eleitoral da Coligação “Avante Moju”, representada pelo partido PSDB, e indeferiu o registro de candidatura de Jamilson Santos para o cargo de vice-prefeito nas eleições suplementares, com fundamento no artigo 219, parágrafo único do código eleitoral. A decisão ainda cabe recurso.

Eleição Suplementar

A eleição suplementar se deu após a cassação dos mandatos do ex-prefeito Deodoro Pantoja e de seu vice Jamilson Costa, por abuso de autoridade e de poder político, com conduta vedada a agente público, propaganda institucional em período vedado, além da contratação de 640 funcionários municipais temporários. Por meio da resolução de n° 5.451, foi determinado novas eleições na cidade.

Durante a eleição suplementar não foi disponibilizado o formulário de justificativa eleitoral e nem mesas receptoras de justificativa. O eleitor que não pôde comparecer a sua seção, tem até 60 dias para justificar a sua ausência. 

Fonte: ORM News

 

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||