O Museu Nacional e outros Museus Nacional

Publicado por Reinaldo Araújo em 05/09/2018 às 16h22

Se gasta fortunas pra “inglês ver”, enquanto que o Patrimônio Histórico do Pará cai em nossas cabeças

MUSEU1

 

Imagem das ruínas do Museu Nacional (Foto: BBC Brasil)

Fundado por Dom João Dom João VI (1816-1826) em 1818, numa iniciativa para estimular o conhecimento científico no Brasil. Inicialmente o museu abrigou coleções de materiais botânicos, de animais empalhados, de minerais, de numística, de obras de arte e de máquinas.

Herdou algumas das aves empalhadas da antiga Casa dos Pássaros, primeiro museu de história natural brasileiro, fundado pelo vice-rei Dom Luis de Vasconcelos. A primeira sede do Museu Real localizava-se no Campo de Santana, no centro da cidade, em um prédio mais tarde ocupado pelo Arquivo Nacional.

Com o casamento do príncipe D. Pedro I com a princesa Maria Leopoldina de Áustria, vieram para o Brasil importantes naturalistas europeus e muitos outros pesquisadores europeus, que contribuíram, ao longo do século XIX, para a coleção de exemplares naturais e etnológicos da instituição, nas respectivas expedições pelo país.

A destruição do Museu Nacional simboliza a já decapitada cultura brasileira, a falta de respeito com a História do Brasil e o descaso com a Educação Nacional.

Todos são culpados...

Podemos dizer que não se pode culpar apenas Michel Temer e os defensores de políticas de austeridade por reduções em verbas para cultura e educação. A desgraça da cultura não é de hoje.

Outros culpam a Lei Rouanet, sancionada por Fernando Collor de Melo, em 1991, mas são cabeças ocas que buscam colocar cifre em cabeça de jumento e não entendem nada de cultura.

O que me deixa temeroso é saber que instituições como o Arquivo Público Municipal de Belém e os outros palácios do período da Colônia no centro comercial da capital e outros prédios situados na Cidade Velha estejam em situação pior.

MUSEU2

Ruínas históricas em Belém

Não sou contra políticas públicas que visam estimular o turismo no Pará, porém acho um absurdo gastar milhares de milhões de muito dinheiro com monumentos, como o Mangal das Garças, somente feitos para “inglês” ver, enquanto o patrimônio histórico cai na cabeça dos cidadãos paraenses.

MUSEU3

Ruínas históricas em Belém

Muito triste isso!!!

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||