Polícia Militar divulga dados sobre a violência em Tailândia

Publicado por Reinaldo Araujo em 22/07/2017 às 17h42

Diminui os dados de latrocínio, por outro lado os homicídios estão na ordem do dia

GA 1

A importância das Ocorrências de B.O. na Delegacia de Polícia Civil

O Boletim de Ocorrência Policial, mais conhecido como B.O.P ou simplesmente B.O. é um ato administrativo lavrado por um servidor público que tem como foco o registro e detalhamento das circunstâncias que se deram um determinado fato, criminoso ou não, cujo qual tem alguma relevância para a segurança pública ou possa contribuir para a manutenção da ordem pública.

Durante muito tempo em Tailândia, os dados dos B.Os. não eram públicos e nem precisos sobre a violência no município, o que possibilitaria a facilitação e resolução de crimes na cidade e na região.

Os B.Os.têm previsão legal no artigo 5º, § 3º do Código de Processo Penal e é definido pela Polícia Militar como “o registro ordenado e minucioso dos fatos ou atividades relacionados com a ocorrência, que exigirem a intervenção policial”.

Para isso, o Major Leonardo Franco, já de imediato, ao assumir o comando da 6ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Tailândia, em compromisso firmado no Programa Ponto Final, da Rádio Aliança FM, iria elaborar um levantamento parcial sobre esses dados.

Assim, foram apresentados alguns números no Programa Ponto Final, do dia 20 de junho de 2017, e em primeira mão, por esse blogueiro, vamos apresentar as ocorrências de recuperação de motos, latrocínio, homicídio, roubo/furto, apreensão de drogas, nos período de Março a Junho de 2016, comparados as ocorrências de Março a Junho de 2017, primeiros meses do atual comandante. da CIPM de Tailândia

Policias recuperam motos

Se compararmos os números de recuperação de motos por parte de Departamento Municipal de Trânsito (DEMUTRAN) e da Delegacia de Polícia (DEPOL), no período de Março a Junho de 2016, notaremos que em Março foram 9 motos, em Abril 10, em Maio 12 e Junho, 21 recuperadas pelo Demutran, totalizando o número de 52 motos.

GR 2

Já os números de motos recuperadas pela DEPOL, no mesmo período, teremos em Março 6, 10 em Abril, 5 no mês de Maio, e 6 em junho, totalizando 27 veículos automotivos de duas rodas recuperados.

Então, segundo os dados da CIPM, somente nos levantados foram ao total recuperadas 79 motos.

Lembrando que no período de Março a Junho de 2016, o comando da CIPM era feito por outro oficial militar na época.

Agora, ao analisarmos os dados de recuperação de motos em 2017, perceberemos que 12 motos foram recuperadas pelo DEMUTRAN, no mês de Março, contra 9 da DEPOL, 5 e 10, em Abril, 11 e 10, em Maio, e 8 e 22, em junho, totalizando, respectivamente, 36 DEMUTRAN e 51 DEPOL.

GR 3

Esses dados já nos levam a conclusão que de Março a Junho de 2017, já foram recuperadas com ações conjuntas ou não entre a DEPOL e DEMUTRAN, 87 motos.    

Diminui os dados de latrocínio, por outro lado os homicídios estão na ordem do dia

Com relação aos dados sobre o Latrocínio, que é roubo seguido de morte, não há registro nos números da CIPM de Tailândia referentes aos meses de Março a Junho de 2017. Uma evidência de que esse tipo de crime reduziu bastante. Podemos interpretar, já que esses delitos ocorrem geralmente à noite, que ou a Operação Ostensiva feita pela PM está surtindo efeito, ou as pessoas não se arriscam mais em sair de casa em altas horas.

Já sobre Homicídio, pelos dados nos fornecidos pelo Comando da CIPM, em 2016, em Março ocorreram 3, Abril 4, Maio 3, Junho 2, totalizando nesse período do ano 12 homicídios.

Em 2017, no mês de Março foram 2, Abril 5, Maio 3, e em Junho 5, totalizando 15, no período já sobre o comando do Major Leonardo Franco.

Já os dados dos roubos e furtos na cidade, a corporação ainda busca uma forma de combater mais eficiente. Segundo o Major Franco, “os meliantes que praticam os roubos e furtos na cidade de certa forma se pulverizam, devido o crescimento urbano, eles não se fixam em pontos regulares, por isso é importante a denuncia da população para definitiva prisão desses. criminosos”, alerta o comandante.

Quanto aos números de roubos e furtos, em 2016, foram 20, em Março, 29, em Abril, 92, em Maio, e 23, no mês de Junho, totalizando 164 roubos/furtos, isso em quatro meses

ROUBOS/FURTOS

MÊS

2016

2017

MARÇO

20

26

ABRIL

29

18

MAIO

92

25

JUNHO

18

18

TOTAL

164

174

Já em 2017, em Março ocorreu 26, 18, em Abril, 25, no mês de Maio, e 18, em Junho, o que deu um total em 2017 de 174. Muitos desses crimes são encorajados pelo consumo de drogas.

O Oxi é a droga mais consumida em Tailândia

GR 4

Das drogas apreendidas podemos citar o Oxi como a droga mais comercializada em Tailândia, seguida da maconha e da cocaína. Para se ter uma ideia, em Maio de 2016, foi aprendida 92 pedras de Oxi, e no mesmo mês, em 2017, 37 pedras. Com relação a esses dados já está sendo feitas as investigações, que são de cunho interno das policias civis e militares. 

Agradecemos ao Major Franco pelo fornecimento desses dados que são de maior importância para transparência do desenvolvimento da atividades da Segurança Pública de nosso município.

Comentários

Jucilene em 23/07/2017 14:05:33
Na realidade falta muito, esse número não são reais pois ainda tem caso sem serem contabilizados, pois muitas das vítimas não fazem essa ocorrência. Por falta de credibilidade na delegacia ou por medo dos bandidos.

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||