SEDUC quer acabar mesmo com a Educação de Jovens e Adultos no Pará

Publicado em 28/12/2015 às 09h41

EJA FOTO

SEDUC quer acabar mesmo com a Educação Jovens e Adultos no Pará

Como noticiamos neste Espaço Aberto, o ensino de Educação de Jovens e Adultos (EJA) em Tailândia corre risco. Em Belém, a Secretaria de Estado de Educação (SEDUC) já mandou fechar e remanejar alunos que estariam fazendo o Ensino Médio. A questão é que o argumento usado é o número muito grande evasão, pudera, são jovens e adultos que saíram da escola para poder trabalhar a ajudar no sustento de suas famílias, claro que é cansativo trabalhar durante o dia e estudar à noite. Entre tudo isso é preciso ter um meio termo.

Em Tailândia a situação talvez seja pior, pois é um município de Zona Rural, e muitos desses alunos moram e vivem em vila e colônias distantes da Zona Urbana.

A Secretaria Municipal de Educação diz que os alunos do Ensino Fundamental do EJA serão remanejados para uma única escola, a José Manoel de Araújo, e daria transporte para buscar esses alunos nos bairros periféricos, Vila Macarrão, Santa Maria, Fátima, Piçarreira, mais só isso não garante que o Programa EJA continue.

A Questão é série peço a compreensão dos responsaveis pelo Programa EJA no município.

 

Matérias do G1-PA, Bom dia Pará e O liberal de 28/12/2015

Seduc vai encerrar turmas noturnas do EJA, em Belém

Algumas turmas serão encerradas e os alunos remanejados.
Sindicato acredita que a medida trará prejuízos para o ensino.

Do G1 PA

A Secretaria de Estado de Educação Pública (Seduc) vai encerrar algumas turmas noturnas de ensino médio do programa de Educação para Jovens e Adultos (EJA), em Belém.  Os estudantes serão remanejados para outras escolas.

De acordo com a Seduc, a medida é tomada porque 30% dos alunos que estudam a noite no EJA não concluem o ensino médio. “O que se propõe é que haja uma organização dessa oferta no sentido de evitar desperdício de recurso público, esse é o estudo que temos evidenciado. Por exemplo, você tem um mínimo exigido de 35 alunos por tumar, mas encontra 18 ou 12 alunos numa turma”, explica José Roberto Silva, secretário adjunto de ensino da Seduc.

Para o mestre de obras Manoel Santana, aluno do programa, que deseja fazer vestibular para engenharia, os maiores prejudicados serão os alunos que estão começando. “Eu já estou no segundo ano, falta um ano para eu concluir, mas e os outros que estão querendo chegar lá”, comenta.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), muitas turmas da noite já foram avisadas que em 2016 serão encerradas, mas mesmo com o remanejamento o sindicato acredita que a medida gere prejuízos para o ensino. “Pessoas que estão matriculadas, que no ano seguinte não vai ter mais matricula. Este que é o medo da nossa categoria,vai ter uma sala com 70 alunos. Os professores serão sobrecarregados e outros de outras unidades vão ficar sem carga horária, o que vai causar diminuição de salario”, afirma Maurilo Estumano, membro do Sintepp.

Segundo o Blog do Prof. Sidnei Rocha, em Belém, a Secretaria de Estado de Educação Pública (Seduc) vai encerrar algumas turmas noturnas de ensino médio do programa de Educação para Jovens e Adultos (EJA). A informação é do G1 Pará.

 

Os estudantes serão remanejados para outras escolas. 


De acordo com a Seduc, a medida é tomada porque 30% dos alunos que estudam a noite no EJA não concluem o ensino médio.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), muitas turmas da noite já foram avisadas que em 2016 serão encerradas, mas mesmo com o remanejamento o sindicato acredita que a medida gere prejuízos para o ensino.

 

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||