Shows musicais trazem alegria à Tailândia

Publicado por Reinaldo Araujo em 30/01/2016 às 17h34

Espetáculos musicais nacionais, com investimento particular, trazem alegria e autoestima a participantes, mas não injeta perspectiva econômica ao município.

Coleguinhas

Coleguinhas fazem show avassalador

 No dia 10 de novembro de 2015, Wesley Safadão, cantor, compositor e produtor de forró eletrônico, que a partir do ano de 2007 passou a fazer shows em vários Estados do Brasil, passando a ter projeção nacional, se apresentou durante a Exposição do Agronegócio de Tailândia (EXPOTAI), provocando a atração de seu fã-clube no município e região, foram mais 3 mil pessoas que lotaram a área de shows do Texas Rodeio.

Não parou por aí. Em 05 de dezembro foi à vez de Zezé de Di Camargo e Luciano, no Club Tropical. Não poderia ser diferente: casa cheia. Muitos podem até falar: “ah, mas eles estão vindo por que é trajeto de show na capital, ou outra cidade maior”. É melhor vir dessa forma do que não, né?

Então, logo no final do ano de 2015, os meios de comunicação de Tailândia já anunciavam o Show de Simone & Simara, “As Coleguinhas”, para o dia 28 de janeiro de 2016, como show imperdível, na Casa de Shows Club Tropical. De fato foi sensacional, estima-se que mais de 4 mil pessoas estiveram no Tropical, onde literalmente não deixaram as estrelas da noite cantarem, público que aos berros cantarolavam e dançavam seus principais sucessos. 

Safadão

Wesley, show carismático

Sem deixar o corpo esfriar, já é confirmado o show de Marília Mendonça, para o dia 17 de março, no Texas Rodeio, e as negociações para fechar contrato com o “Aviões do Forró”. Uau! Parece que Tailândia passou a constar da Agenda dos grandes shows brasileiros.

Isso é muito bom para o psicológico do publico que gosta desses eventos que sempre se achavam relegados pelos grandes espetáculos nacionais, das músicas populares e sertanejas. Agora, sem ir para Marabá, Paragominas ou Belém, podemos dizer: “Eu fui no show de fulano...”

E, Tailândia tem tudo para realizar grandes espetáculos. Temos o Texas Rodeio, com uma ampla área; temos Club Tropical, que já comprovou ser um espaço muito bom para shows em ambiente fechado; a Praça do Povo e Praça Guaraci Mendes. Estrutura temos, mas ainda temos um grande problema quando se trata dos retornos sociais e econômicos para o município.

Zeze

Zezé Di Camargo e Luciano, o show de presente de Natal

Diferente da EXPOTAI, que prioriza a participação do comércio formal e informal local do município, quanto aos shows em ambientes fechados, a exemplo dos “grandes” bingos que ora ou outra acontecem, em que os promotores acabam levando uma “bolada”, enquanto que sobram aos funcionários da limpeza pública e aos catadores de latinhas os serviços gerais.

No show das “Coleguinhas” passou quase despercebido os ambulantes vendendo chapéus, copos e canecas da dupla, dentro e fora da casa de shows. Legal. Porém, estes vendedores não eram de Tailândia, simplesmente uma empresa que acompanha as cantoras, vendendo seus produtos, com pessoal próprio. Aos nossos vendedores ambulantes sobrou ficar na porta vigiando os carros e vendendo bombons.Mendoça

Marília Mendonça, show que será muito esperado

Com a crise estabelecida no município é preciso que os empresários de shows de Tailândia na hora de assinar contratos deveriam levar em consideração à participação da economia da cidade nesses eventos, pois sempre alguém acaba ganhando mais pela nossa boa vontade de levar alegria à população.

Como se dizia no Império Romano, em tempos de guerra e crise, e o povo estava desestimulado pelo desemprego e a fome: “se o povo está triste, dê a eles pão e circo”, isso antes de jogar os escravos aos leões no Coliseu.

Bom, é preciso que seja definido pelos empresários formas de envolver as pessoas que precisam de um trabalho temporário nesses eventos, com responsabilidade social, que vá além dos carros sons, e outros serviços gerais, estimulando dessa forma a economia municipal, senão poucos continuarão levando carrinhos de mão de dinheiro do nosso povo e deixando para nós, o lixo para limpar.

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||