Tailândia: O Desmonte da Falácia!

Publicado por Reinaldo Araujo em 25/05/2017 às 16h41

Temos a certeza que o trabalho não vai parar...

 

FUX

 

Desmontando a mentira e a farsa.

Bom, quando dizíamos durante as Eleições Municipais de 2016 que eramos perseguidos, ninguém acreditava

Falácia significa erro, engano ou falsidade.

Normalmente, uma falácia é uma ideia errada que é transmitida como verdadeira, enganando outras pessoas.

No âmbito da lógica, uma falácia consiste no ato de chegar a uma determinada conclusão errada a partir de proposições que são falsas.

A filosofia de Aristóteles abordou a chamada “falácia formal” como um sofisma, ou seja, um raciocínio errado que tenta passar como verdadeiro, normalmente com o intuito de ludibriar outras pessoas.

 

Grande Vitória!!!

Ministro Luiz Fux decide parcialmente a favor de Macarrão.

 

Habilidosamente o Ministro do TSE, Luiz Fux, no dia 25 de maio, proferiu a sua decisão monocrática a respeito do Recurso feito pelo prefeito Macarrão à Corte Maior Eleitoral brasileira, TSE, sobre o registro de sua candidatura, cassada antes do processo eleitoral de 02 de outubro 2016, diz o ministro:

“Os embargos de declaração opostos por cada um dos Recorrentes contra o referido decisum foram parcialmente acolhidos [...]”.

Ao acolher tal pedido, Fux enfatiza erros no processo do julgamento do Recurso de Macarrão ao TRE:

“Nas razões de seu recurso especial, Paulo Liberte Jasper (fls. 588-644) aponta ofensa ao art. 275 do Código Eleitoral, alegando a existência de omissão e contradição no aresto regional”.

Luiz Fux ainda afirma que o relator do TRE se substancia por uma decisão tomada após a eleição municipal, que:

“[...] não foi assentada no acórdão, afirmando que, ¿não obstante o relator reconhecer a primeira decisão, combate a mesma com uma outra decisão que sobreveio após as eleições, e pior, justificando nesta para declarar como plenamente válida a decisão que rejeitou as contas do recorrente (fls. 593). Nessa toada, sustenta que o acórdão regional ignorou o pedido de integração das notas taquigráficas da sessão, em que consta o voto vencido, o qual ¿teria o condão de deixar expressamente consignada a impossibilidade de decisão obtida após a realização do pleito, com objetivo de atrair a inelegibilidade do recorrente, ser aplicada ao caso (fls. 593)”.

FUX 2

E dessa forma:

“[...] ao se recursar a aclarar o ponto contraditório sobre o pedido de rescisão e sua plena validade, diferenciando em relação ao recurso de revisão, que em nada tem similitude de um com outro, [...]”.

O ministro Fux, também afirma sobre o TRE, que assim:

“[...]esta Corte fica às cegas, sem a possibilidade de analisar sobre a validade dos atos administrativos decididos pela Corte de Contas (fls. 593)”.

O ilustre ministro, como um hábil especialista, desmonta o argumento suscitado no julgamento do Recurso indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA), quando argumenta sobre o Acórdão do TCE/PA:

“[...]¿a decisão proferida pelo TCE/PA não denota casuísmo ou se mostra teratológica com infringência à própria lei, isso porque não há qualquer ilegalidade no processo administrativo" (fls. 612), e que, ¿além de não ser aplicável às normas do TCU, não há dúvidas de que a lei em vigor , que estabelece o pedido de rescisão, não limita o seu manejo, como era o caso do extinto recurso de revisão" (fls. 614).

Assim, a decisão do ministro Luiz Fux pode ser considerada uma vitória para o Povo de Tailândia. Ainda não foi o julgamento final, mas essa é uma confirmação de que o trabalho não vai parar, muito pelo contrário, agora mais ainda muito trabalho pelo Povo.

Comentários

Celso Thadeu Hermes em 25/05/2017 20:08:47
Acredito que os argumentos do Sr Ministro, me faz nascer a credibilidade na suprema corte brasileira. Uma decisão que vem ao encontro do anseio de uma maioria expressiva de cidadão e cidadãs, jovens, crianças e idosos, com esperança de resgatar o que mais de valioso havíamos perdido, "A FÉ".
O momento do Macarrão ter vindo candidato nesta eleição, fez com que até eu (que assumidamente mostrava minha insatisfação e uma frustração abandonando a política, o que mais gostei de fazer na minha vida, para não me desgastar e fomentar tudo isso que me fazia um grande mal). Mas assistindo como cidadão, pai de família e morador pioneiro desta cidade, um desrespeito e um verdadeiro descaso com a sociedade, principalmente aquela mais carente, desvalorizada pelos grupos que estavam no poder político de nossa cidade, minha consciência, minha trajetória política e empresarial (que diga-se de passagem foi esta terra e esta gente que me acolheu e sempre acreditou em mim), já mais eu poderia ter deixado de acreditar e apoiar o Macarrão para assumir os trabalhos à frente do executivo, como prefeito outra vez de Tailândia. Todos nós éramos sabedores da sua ousadia, coragem e influência junto a elite política do estado e representantes na esfera federal, para novamente fazer nosso povo voltar a sorrir. Deus ainda nos deu a oportunidade e com muita humildade de ambos os lados digo "eu e Macarrão", voltarmos a nossa amizade e respeito de um para com o outro. DIGO SEMPRE, "que tenhamos um desgaste declarado com quem quer que seja, mas não desejo um amigo apunhalando sem deixar vc perceber que ele quer te destruir". Deus sabe de todas as coisas e o Pará e Tailândia, sabem da necessidade em termos o Macarrão à frente dos trabalhos.
Parabéns em primeiro lugar ao povo que incansavelmente acreditou que ele ganharia as eleições, ao Macarrão que sempre insistiu em provar que estava apto e com vontade em fazer um bom governo, ao Ministro Napoleão que imediatamente percebeu que estavam cometendo uma chacina contra a coligação que trazia Macarrão e Regina como prefeito e vice, e para finalizar, ao Sr Ministro Fux, pela grandeza em aplicar a lei em seu mais alto nível de conhecimento jurídico sem deixar que cometessem injustiça.
Espero que Deus ilumine as coesas e sábias futuras decisões de nossos julgadores do T.R.E. junto á este processo.
O poder emana de seu povo e é isto que queremos como cidadãos tailandenses. TAILÂNDIA E O PARÁ, SOMOS NÓS!

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||