TSE consolida impunidade do Caixa 2

Publicado por Reinaldo Araujo em 11/06/2017 às 13h23

Cabe agora a Procuradoria Geral da República (PGR) denunciar o presidente Temer

T1

Absolvição da Chapa Dilma-Temer provoca irritação em brasileiros

Impunidade, substantivo feminino, estado de impune, falta de punição, de castigo, essa palavra defini muito bem a fragilidade do cidadão de bem, diante de uma sociedade que esta a mercê de verdadeiros malfeitores políticos, que não conhecem o conceito de Ética e estão pouco se lixando com a população que paga as ilicitudes dos que consideram os milhões de dinheiro público transformados em propinas de Caixa 2 em coisa banal.

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de absolver, nesta sexta-feira (9), a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer da acusação de abuso de poder econômico na campanha de 2014, evitou a cassação do mandato do presidente e a perda dos direitos eleitorais da ex-presidente,

Em uma rede social, o procurador Carlos Fernando, que integra a força tarefa da Lava Jato, disse que "há vitórias que exaltam, outras que corrompem; derrotas que matam, outras que despertam".

Dessa forma, utilizando a citação de Gilmar Mendes a Rui Barbosa, grande jurista e diplomático brasileiro, em que diz que “O bom ladrão safou-se, mas não há salvação para o juiz covarde”, concordo plenamente, pois a Suprema Corte Eleitoral perdeu a boa chance de alterar a correlação de força daqueles que acreditam na impunidade e que toda a roubalheira que fizeram aos cofres da União é coisa normal, ou seja, que Caixa 2 é “legal, um barato!".

O personagem João Plenário é a cara do ministro Gilmar Mendes.

A realidade imitando a ficção. Só dá pra rir mesmo. Assista o vídeo!

 

Ricardo Boechat, jornalista e comentarista do “Café com Jornal”, programa da Rádio Band-SP, utilizando também de uma citação de Rui Barbosa, dá a dica: “Não se deixe enganar pelos cabelos brancos, os canalhas também envelhecem”.

Como diria o professor Carlos Mendes, "o TSE fez uma cama de gato para os brasileiros". E vai mais além, "Alguma coisa está fora de ordem nesse tipo de Justiça, faz tempo. Essa Justiça tudo pode e nada pune. Ou melhor, pune a arraia miúda e acaricia os tubarões".

Não estou, contudo, querendo colocar toda a Justiça Brasileira no mesmo saco, mas a decisão de 4 a 3 no TSE pela absolvição da chapa Dilma-Temer, após três dias de longos debates e acaloradas farpas, fez com que a máxima popular “do que isso não vai dar em nada”, fosse confirmada em coro País afora, deixando os brasileiros novamente com a cara de bobos.

Esse cenário foi debatido exaustivamente por Gil Varela e por mim no Programa Ponto final, da Rádio Aliança FM, de Tailândia, onde de forma simples explicamos para nossos ouvintes os bastidores da política de Brasília.

Com mais esse “balde de água fria” (hoje estou cheio de figuras de linguagem), cabe a mais uma expectativa nesse cenário, que será o fim da investigação e perícia da Polícia Federal da gravação de Temer e Joesley Batista, no Caso Friboi, onde o Brasil inteiro espera a denuncia do procurador geral, Rodrigo Janot, contra Michel Temer, o que terá como consequência a entrada em cena, mais um fez da Câmara dos Deputados (lá mesmo, onde tem “300 picaretas com anel de doutor”)  para liberar a investigação do presidente da República.

Mas vamos fazer uma reflexão geral: a tese de Herman Benjamin, relator do Processo no TSE, de que se deve ‘se aprofundar” nos fatos terá seguimento, já que a Procuradoria Geral da República (PGR) tem farta provas em mãos? Haverá novamente justificativas contrárias no Supremo Tribunal Federal (STF), que também contém o ministro Gilmar Mendes? Será que mais uma fez, esse ministro fanfarrão adotará o lema de que “os políticos não podem esperar que a justiça ponha um fim a crise? Quem porá, então?

Só sabemos que nós mortais que votam e de fato fazem a nação não parar, estamos sentindo no bolso, com o “saco cheio”, as consequência da Crise Ética que parece que não tem fim.

 

OUÇA A RÁDIO ALIANÇA FM

T 2

http://radiofmalianca.com.br/

 

Enviar comentário

voltar para Home

left show fwB tsN b01s bsd|left tsN fwB|left show fwB tsN|bnull|||news login uppercase c05 b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 c05 bsd|tsN fwR uppercase b01 c05 bsd|fwR c05 uppercase|content-inner||